A Lunática

Minha foto
Belém, Pará, Brazil
Nutricionista. Canta por aí. Escreve sobre o que vë, ouve e imagina. Ela é aquariana, rapaz uma eterna colecionadoras de momentos e de pessoas. Inconstante e com uma personalidade gigante assim como o mar. A diferença é que ela vai, mas não volta.

quinta-feira, 6 de novembro de 2014

03 Minutos




Eu poderia abrir os braços ou até mesmo colocar as mãos em posição de amém pra começar a desejar tantas e tantas coisas, sabe? A verdade é que estava de passagem e resolvi parar na frente da sua casa por um engano indesculpável. Lembrei de quando descia as escadas com o guarda-chuva nas mãos pra colocá-lo sobre sua cabeça nos dias em que você chegava encharcada da chuva, lembra? Não? Pois é, não tem problema, essas coisas a gente esquece mesmo. Eu pensei em ligar, escrever, voltar, até tentei alugar um apartamento na rua da frente, mas aquela sua amiga, como é mesmo o nome? Ana, não é isso?  Ela disse que eu estava ficando louco. E confesso a você que talvez ela estivesse certa. 

Pensar sobre nós causa uma desconcertante inquietude por acreditar na estranheza do nosso fim. Me sentia o homem mais feliz nesse deserto de mundo naquelas madrugadas que você com olhos fechados procurava pelo meu corpo dizendo que precisava ficar mais perto apenas por causa do frio. Você me amou de verdade minha pequena-garota-problemática-cheia-de-sonhos-e-história-pra-contar. É eu sei, deixei dúvidas demais espalhadas pelo caminho o qual você teria que percorrer por mim, concorda? No fim, aprendi com cortes profundos que existem certas dores que não desparecem. Todas as desculpas e promessas foram insuficientes pra manter nossos planos em construção. Mas ei minha menina, antes que o tempo passe, me deixe dizer que lágrimas definitivamente nunca combinaram com seus olhos cor de mel. Acredite, cada segundo ao seu lado foram perfeitos e no meu travesseiro ficará guardado seu sorriso exagerado e a lembrança da sua vontade de mudar o mundo.

O relógio cobra o tempo que não temos, mas antes de partir me deixe desejar que um dia você consiga perdoar aquele que não soube te amar, aquele que não soube ser seu raro amor. O amor que você tanto busca e merece. Você merece todas as coisas boas e indefiníveis da vida e a maior delas é o amor, moça.  Amor. Amor de família, dos amigos e de todos aqueles que cruzarão seu destino. Acima de tudo que você encontre o insubstituível amor próprio, pois nele você encontrará tudo que precisa pra ser quem quiser e quem sabe até mudar o mundo como sonha. Antes de não te ver mais me deixe desejar que ele chegue tão rápido quanto eu fui. Que ele te segure. Segure suas lágrimas que você esconde por teimosia. Que ele conte histórias inventadas e absurdas apenas pra te ver sorrir. Que ele te leve pra dançar em noites estrelares. Que ele esteja presente em todos os teus momentos importantes. Que ele te ame com intensidade e cumplicidade. E que ele jamais seja uma daquelas pessoas que estilhaçam tudo. E enfim, que dentro de você exista sempre a força pra lutar pelo amor que tanto precisa pra recomeçar quando a vida exigir demais de você minha menina.

Eu inevitavelmente ainda amo e acredito em você.