A Lunática

Minha foto
Belém, Pará, Brazil
Nutricionista. Canta por aí. Escreve sobre o que vë, ouve e imagina. Ela é aquariana, rapaz uma eterna colecionadoras de momentos e de pessoas. Inconstante e com uma personalidade gigante assim como o mar. A diferença é que ela vai, mas não volta.

segunda-feira, 19 de dezembro de 2011

Eu Busco o Melhor Através De...



Autor do Texto e Seleção de Imagem: Sávio Batista


BEM, à convite da Ilustre Srta Jeito Lunático, é com muita honra que venho aqui tentar passar alguma mensagem, algum pensamento dos muitos que tenho. Às vezes passo por situações que se repetem várias vezes, e que, em uma certa repetição, me veio uma luz e pensei, mude sua atitude, o que vou falar não é uma história específica, mas, todos um dia já passaram por isso. 

O que é uma atitude? Existem vários sinônimos para esta palavra como: jeito, modo, maneira, estilo, costume... Pra mim é muito mais que isso. Atitudes vão além das palavras e são mais do que ações. Você já deve ter passado por certas situações em que você pensa: "Olha eu aqui de novo, passando por isso de novo..." 

O ponto onde quero chegar é: Olhe ao seu redor, olhe seu comportamento, você é feliz com as atitudes que toma? Sempre cito a seguinte frase “Tudo pode melhorar” e já li em algum status que se você quer mudar, comece pelas suas atitudes, às vezes não precisamos mudar apenas melhorar... 

Às vezes entro em contradição quando sei o que fazer, mas faço o contrário do que seria o certo, mas o que é o certo? Às vezes o que falo não faz muito sentido para os outros, mas pra mim tudo tem um sentido... Deve ser esse meu “Jeito Lunático” (momento trocadilho). 

Eu busco o que há de melhor em mim, tento buscar o que há de melhor nos outros que estão ao meu redor, e que eu sinto que se importam comigo, o que são POUQUISSIMOS. 

E o que é melhor? São as atitudes! Se você não é tão feliz quanto gostaria, comece melhorando suas atitudes! É essa a mensagem que quero passar, embora às vezes, eu mesmo não faça isso, e eu já entrando em contradição de novo.

Esse texto faz parte das minhas reflexões, de minha conversa comigo mesmo.
Pra finalizar, deixo a pergunta, pra complicar ainda mais: COMO VC BUSCA O SEU MELHOR? 

Eu ainda não cheguei à uma conclusão. 


 Meu amigo Sávio Batista, 
Leitor e seguidor deste Blog, hoje você está aqui como autor e não deixou a desejar. 
Obrigada por ter aceito o convite, sua postagem ficou linda! 
Obrigada. Mesmo!

sexta-feira, 9 de dezembro de 2011

Não Existe a Hora Certa de Partir

Preciso ir embora, eu sei. Não simplesmente fugir. Preciso da liberdade, da sinceridade espontânea nos nossos sorrisos que só querem viajar: sem lar, sem comida, sem porquê – carregando uma lembrança que ora chamamos de amor, ora de dor. Sim, estou errando. Errando como nunca pude acertar antes, acredito. Não acredito em cartomantes, ciganos, astrologia, nem destino, não é nada disso. Esse zum zum zum no nosso ouvido e esse tum tum tum no nosso coração é só o medo de ir embora, não é nenhuma profecia de que as coisas vão dar certo ou errado.

Tenho vivido de uma paciência que nunca tive, acreditando no sentido fiel da palavra de verdade. Acho que é porque ouço o Vento soprando e o Tempo passando rápido demais, sentindo que uma hora ou outra eles levam a gente sem a necessidade de se encontrar, aí então sem pressa de um dia ter que voltar. O que me doeu mesmo foi ver que uma coisa tão pequena se fez parte decisiva para ir transformando aos poucos aquela coisa enorme, que de tão grande a gente nem chamava mais de amor, que de tão grande ocupou tudo a nossa volta, e me deixou completamente vazia no final de todas as contas.

O que eu sinto neste momento não é a espera de um futuro melhor nem a ilusão de o tempo levar tudo embora. Eu simplesmente guardo uma boa lembrança de você e respiro uma vontade saudável de cuidar melhor de mim mesmo. Aprendi que a vida é uma pancadaria injusta, mas meio malandra e mágica também: sempre há como tirar uma carta da manga, mesmo perdendo o jogo. Não vou chorar nem nada desta vez. Eu tenho que ir agora. Não, não dá. Sério. Tudo bem.

[Autor: Lucas Simões]

[Fragmentos do texto Não Existe a Hora Certa de Partir, Outro Modo e Às Vezes Nunca]


quinta-feira, 8 de dezembro de 2011

Uma Vida de Memórias [Uma Outra Estação]

Eu já sei o que meus olhos vão querer quando eu te encontrar
Impedidos de te ver vão querer chorar
Um riso incontido perdido em algum lugar
Felicidade que transborda parece não querer parar
Mas nunca me disseram o que devo fazer
Quando a saudade acorda a beleza que faz sofrer
Nunca me disseram como devo proceder
Chorar, beijar, te abraçar, é isso que quero fazer
É isso que quero dizer!!
*Quando Eu Te Encontrar - Biquini Cavadão

Preparados para um manuscrito de um reencontro?
São quase 10 anos de amizade, 4 sem nos ver.
Emoção, lágrimas e uma felicidade transparente pra que todos pudessem saber que essa amizade tem vida e muita história pra contar.

Aline, Anny, Cláudio, Dheymia e Eu [Minha foto preferida desse dia]
Aline, Eu e Anny no Armazém pré-show!
- Mas ele vem mesmo??? Vem? É certo? Não acredito!
Durante toda a semana não se falava em outro assunto: O reencontro, como será?
Ansiedade misturada com a imaginação sempre causa bons risos, ainda mais quando essa imaginação vem de três gurias lindas da minha vida: Anny, Aline e Tatiane. 

Com uma participação exclusiva de um Guri que malha ao som de Fim de Tarde, acredite. É a pura verdade.

 Então, faz quanto tempo mesmo desde a última vez? Anda. Não é isso que importa, hoje as coisas mudaram, nós mudamos e quem sabe ele não mudou também...

Quarta, quinta, sexta. Ufa! Até que enfim: Sábado! Uhu!!Um dia que deu tudo errado pra poder dar certo ao final!

 Ele chegou? Chegou? 
Cláudio Nedér no vocal! Arrasando!
A passagem de som tá marcada, podemos passar lá?
O coração apertadinho, minha amiga Anny dizia no caminho que não ia aguentar, ia chorar de qualquer jeito.
Fecho os olhos e um filme começa a rodar... 2002, 2003, 2004 [...] Uma vida de Memórias!
As escadas pareciam querer fazer suspense.
Olhei e o encontrei, ali, meio parado. [Por onde andamos todo esse tempo?]
Achei! Estava ali, era o mesmo, não mudou, nunca mudou: O sorriso caloroso, sincero e feliz continuava ali, inalterado.
Sabe aqueles momentos que você sabe que são perfeitos e que você vai guardar pra toda uma vida?
Esse é um deles.

Pareci muito fascinada olhando pra ele? Será? [risos!] Não sei, mas é que eu tava mesmo, não só eu, as meninas pareciam estar do mesmo transe. Com certeza esperamos muito por esse reencontro. Pude sentir isso da parte dele também, ele estava tão feliz quanto todas nós.

Lembramos então da adolescência embalada pela trilha sonora de Rainy Day e 14-18.

Já na Duxon, curtindo o show!

Mesmo com sentimentos inalterados, mudamos, crescemos, amadurecemos, cada uma fez escolhas diferentes. Aquelas meninas tornaram-se adultas, responsáveis, viraram Administradora, (Dheymia) Assistente Social, (Rayane), Biotecnológa (Aline) e uma quase Nutricionista (Eu :\). Mas como disse, o sentimento por essa amizade, essa adimiração que temos tanto pelo trabalho, quanto pela pessoa dele continuaram inalterados.

Erick, Alan e Claus Emio (todo mundo reunido!)

Ele foi responsável pelo reencontro de toda essa turma: Ageila, Rayane, Aline, Anny, Erick, Claus Emio, Dangelo, claro que faltou muita gente, mas essa foi a turma com quem vivi toda a época da Essence e pra mim foi muito importante está ali, reunidos por um único motivo: Prestigiar e matar a saudade do meu querido Amigo Claúdio Néder e de sua voz inconfundivel e inesquecivel.

Eu adorei essa foto!

Show emocionante, contagiante, vibrante, perdi as contas de quantas vezes vi as meninas chorando em cada música, em cada canção uma lembrança diferente, em cada canção uma história diferente. Duvido muito que tenha sido só na minha mente que um filme passou. E de repente voltamos a ter 15 e 16 anos, paradas na frente de um palco de mãos dadas cantando bem alto! O lugar estava lotado, mas pra gente só havia uma pessoa ali. E ele estava naquele palco, com um violão, fazendo o que sempre fez: Fazendo a gente chorar e saber por que nós o amamos tanto! 
Foi perfeito!


Ouvir Flores de Inverno, Garota Complicada, as eternas da Legião Urbana e Capital Inicial na voz desse moço não tem preço, não mesmo! Ahhh, mas como eu queria ouvir Por um Instante e Espera na Janela (esqueçemos de pedir essa, mas depois pelas conversas durante a semana após o show, votamos que essa música parece muito com você!).
Fim de Tarde um adeus, preciso dizer mais?

Pra mim e Ageila Fim de Tarde marcou o show (principalmente pro Dangelo, esse Gurizinho que tanto sonhou ouvir essa música ao vivo. E quem disse que a realização de sonhos são impossiveis?)




Cláudio Néder, o que dizer pra você?
E com vocês: Cláudio Néder!
Você já faz parte de nossas vidas e pode ter certeza que o vazio que você sentiu naquele domingo, todas nós sentimos. Obrigada pela noite perfeita, por nos mostrar que nada mudou a não ser a idade (risos!), por essa amizade que resistiu ao frio e ao tempo, somos ou não somos suas Flores de Inverno?

Obrigada por nos dar a honra de ficar em sua companhia após o show, foi muitoooo divertido! Ocê se mostro um dançarino de eletrônica indiscutivel, que diga o seus pares de dança, hein Aline e Taty???

E que me perdoe Bruno Gouveia e o Biquini Cavadão, mas se eu puder me permitir escolher um show inesquecivel de 2011, fico com o do Cláudio Nandes (risos!) na Duxon e sei que Aline e Anny compatilham da minha escolha.


 Acho que jamais vou esquecer da despedia no domingo de manhã, naquele abraço houve trocas de carinho, saudade e a sensação de como foi bom nos revermos! O gostinho de quero mais também se instalou aqui e agora é contar com o tempo, ele é o único capaz de trazer de volta tudo isso. O mais breve possível.

Como disse a você:
Foi um dia inesquecível, digno das memórias que já temos de tantos momentos que já vivemos nesses quase 10 anos de amizade.


E como você respondeu:
"Foi o início de uma nova etapa em nossas vidas, pra sempre entrelaçadas pelo amor à música e ao que somos juntos!! Nunca vou esquecer de vcs, nunca!!! Esta força que nos une é única e especial, é só nossa!!!"

ó só minha cara de felicidade!

Só nossa! Todo mundo leu o e-mail, nem preciso dizer que as meninas se emocionaram, inté o Dangelo.

E falando em e-mail obrigada pelos adjetivos: Dheysse, é mais coração, mais sonhadora, mais sensível, mais voadora! (gostei exclusivamente desse último, talvez porque lembre o nome do meu Blog) [risos!]
Concluir que você é muito observador e não tenho como contestar =)
Eu estou muito, muito, muito feliz mesmo! Tá todo mundo assim, em clima de sábado passado.

Cê tem uma luz própria, uma sensibilidade de quem entende tudo só com o olhar, você tem um carisma, uma voz e que voz! 
Agora sou eu quem digo: Mantenha-se sempre assim! 
 Felicidade e muito, muito Sucesso!



E Marcelo Jeneci tem toda razão: Felicidade é só questão de ser!


 p.s1: O Dangelo ainda continua ouvindo Fim de Tarde (mais que nunca agora) e tá cobrando o remix que você prometeu [haha]
Cláudio e Aline
p.s2: Você ouviu a música Dom Quixote dos Engenheiros do Hawaii?

Com a Dheymia (maninha)
p.s3: Anny, Aline, Taty, Dangelo e Dheymia mandam um abraço especialmente forte.

Com a Anny
p.s4: Pode tocar Espera na Janela na próxima vez??? Please!
Comigo uhu \o
p.s5: Ainda não tem suco de Kiwi em Coari [muitos risos!]
 
Em homenagem a minha amiga Kamila Yasmin que não pôde estar ao nosso lado no Sábado. Sentimos sua Falta!
 [...]

p.s6: Se você não aparecer logo aqui vamos fazer uma excursão pra Manaus. Ram!


.... No mais....

...Cê tem idéia de quanto amamos você?
Um beijo na testa e um abraço: Aquele de Sabádo a tarde mesmo. Se Cuida [!!!]

"Espero que o tempo voe
Para que você retorne
Pra que eu possa te abraçar de novo"

*Nando Reis - N