A Lunática

Minha foto
Belém, Pará, Brazil
Nutricionista. Canta por aí. Escreve sobre o que vë, ouve e imagina. Ela é aquariana, rapaz uma eterna colecionadoras de momentos e de pessoas. Inconstante e com uma personalidade gigante assim como o mar. A diferença é que ela vai, mas não volta.

terça-feira, 1 de setembro de 2015

O Que Sei De Você



Vi sua rede social outro dia, sorriso de quem conseguiu, de quem passou por tudo, de quem recomeçou. Eu queria ter estado lá e sido a moça a te mostrar que havia amor o suficiente dentro de você. Sempre soube que o tempo seria seu amigo, quis na verdade que esse mesmo tempo tivesse estado ao meu lado quando quis ser mais que sua que amiga. Contudo, é definitivamente impossível começar qualquer coisa quando a outra história ainda não teve fim. Demorei a reconhecer que você era só metade e que sobrevivia bem assim sendo incompleto. Apesar de querer muito, compreendi com dificuldade minha limitação em não ser a moça certa pra fazer você se amar. Não naquele ano. Há diferenças entre egoísmo e amor próprio e meu erro foi querer te curar a qualquer custo, mas antes de ser julgada por minhas ações devo dizer em minha defesa que minhas intenções eram as melhores por não suportar mais ver você afundando em sofrimento.

Tempos depois, ver suas fotos me permitiu admitir em silêncio que sim, eu gostaria de ter sido a garota que te fez acreditar novamente, a que te deu através de um abraço apertado a segurança, a confiança, a determinação e a vontade necessária pra esquecer, pra superar, pra continuar. Eu almejei ter sido ela apenas pra sentir o prazer de ver você sorrindo sem carregar toda aquela dor que nunca soube se era de culpa, arrependimento ou somente desespero por perder quem tanto lhe pertenceu. Dois anos se passaram e eu ainda consigo sentir sua dor e embora eu tenha visto uma estranha beleza na sua tristeza esta nunca combinou muito bem contigo. Por essas e outras razões quando juntei o esquecimento e as malas entre todas as sensações que eu desejei a você quando partir, a felicidade foi a maior delas. É com entusiasmo que aceito ver você finalmente vivendo o presente, depois do primeiro passo o mundo parece ter voltado a girar, há aquele sentimento bonito em seus olhos, alguns chamam de esperança e você sempre soube, não soube? És tão capaz de amar quanto amou na sua antiga vida.

Qualidades e defeitos fazem parte de qualquer pessoa, espero que todo aquele amor, carinho e cuidado que fazem parte do seu jeito sejam doados intensamente e sobretudo sem medo. Não coloque os fracassos do passado em um futuro feliz que está começando a ser escrito. Quanto aos defeitos, alguns são mais evidentes que outros, frieza e orgulho podem arruinar qualquer relação. Se você decidiu ser completo pra alguém, seja. Novas histórias nos possibilitam corrigir erros. Sem dúvida alguma agora chegou sua vez, não desperdice sua chance. 
Distante e indiferente eu continuo aqui, torcendo incansavelmente por você.