A Lunática

Minha foto
Belém, Pará, Brazil
Nutricionista. Canta por aí. Escreve sobre o que vë, ouve e imagina. Ela é aquariana, rapaz uma eterna colecionadoras de momentos e de pessoas. Inconstante e com uma personalidade gigante assim como o mar. A diferença é que ela vai, mas não volta.

sábado, 1 de março de 2014

Não é Divertido?


Não é divertido viver no mundo real?
(Porque o mundo não orbita ao seu redor)
Não é divertido você não poder contar com ninguém?



Amizade tem limites?
Algo me fez questionar esse assunto pela milésima vez



Confiança em outra pessoa, até que ponto? Sei não, opinião pessoal, tenho bastante dificuldade pra perdoar traição, principalmente aquela em que a "amiga" sabe que o próximo passo pode me magoar. A gente espera esse tipo de coisa de gente que tá do lado de lá, de gente sem caráter, daquela menina que nem vai com tua cara, mas nunca, nunca esperamos de quem está do nosso lado segurando nossas lágrimas e comemorando sorrisos. 




Claro, tem a outra versão, a do carinha [porque sempre tem que ter um carinha na jogada], seja ele seu namorado, affair ou aquele pelo qual você tem uma paixonite aguda. E não vem com a desculpa que a culpa é cem por cento da sua "amiga", nada disso, minha opinião pessoal II é que a carapuça serve bem mais no cara-gostosão, sabendo que a guria era sua parceira de fantasias e realidades, foi lá na maior face-de-pau e deu em cima. 



Qual é? Não interessa se o interesse dele por você não é do tamanho do seu, pelo menos no meu dicionário de lições-que-aprendi-em-casa a palavra respeito tem um grande significado. E no fim das contas se ele não valoriza as amizades que conquista, imagine a garota que faz o tipo dele, Concorda comigo? Pois é, o mundo tem as portas escancaradas e o meu vai muito além da bolha que ele se mantém. O mais engraçado, irônico e que me faz ter surtos de risadas é o jeito dele em toda vez que me diz um Oi,  há um letreiro na testa escrito "ela gosta de mim", é que parece que o tempo sempre pára para pessoas que recebem declarações ou passam ter conhecimento do sentimento de alguém. Patético o orgulho elevado ao ápice, mas como adoro rir de tudo, até o orgulho dele é engraçado.

Enquanto ele  vive sozinho, perdido e distribuindo decepção, eu sigo dançando Domino da Jessie J, cantando Happy do Pharrell Williams, quanto a esse tipo de atitude não há questionamentos, nos conhecemos assim. Até o meu lado descontraída e desencanada pede licença pra não conseguir nem ve-lô como uma amizade promissora. E quanto minha amiga? Opinião pessoal III: A gente realmente não espera, mas é sempre bom pesarmos os dois lados, se a amizade valer a pena, a gente senta, conversa e resolve, amizades verdadeiras superam detalhes e seguem em frente.

Afinal, carinhas a gente encontra em todo show e barzinhos. Amigas pra dividir momentos tensos, ouvir nosso choro desesperado durante a noite e ainda dar colo e enxugar nossas lágrimas, vai por mim, não se encontra em qualquer esquina da vida. E se você optar pelo carinha, não faz mal, seja feliz, mas fique atenta entre a saudade, confidências, conselhos e momentos é aí onde ela vai fazer mais falta.  Amores raramente são eternos.

Mas sejamos sempre sorrisos, independente da escolha, vamos arrumar a maquiagem, começar novamente, porque cada segundo aqui merece destaque!