A Lunática

Minha foto
Belém, Pará, Brazil
Nutricionista. Canta por aí. Escreve sobre o que vë, ouve e imagina. Ela é aquariana, rapaz uma eterna colecionadoras de momentos e de pessoas. Inconstante e com uma personalidade gigante assim como o mar. A diferença é que ela vai, mas não volta.

quarta-feira, 29 de maio de 2013

Meu Reino

E em uma noite estranha de dúvidas e incertezas me perco fechando os olhos e pensando em tudo que eu tentei dizer e fazer... Eu quis tanto não ser um “se” que talvez tenha sido apenas o que me tornei. Fantasiei com o dia em que olharia com felicidade o dia embaraçoso o qual nos conhecemos, mas o que consigo agora é não tentar lembrar. 

Você sem saber me deu todos os sorrisos e motivos pra levantar a cada manhã. Mas aí eu fui idealizando, criando a imagem que eu quis ver. Seus poucos sorrisos após a realidade desabar sobre mim se tornaram insuficientes e desinteressantes.

O triste é a sensação do desistir, desistir faz parecer que não lutei o suficiente. É, não me canso de repetir: Lutar por causas perdidas e que não valem a pena é no mínimo constrangedor. É quando ligo o chuveiro, me concentro interminavelmente e sinto a certeza que mais uma vez guardarei os dias de felicidade dentro de mim, me contradiga se esse não for o melhor a fazer. 

Guardo então esses dias, dias que ainda proporcionarei a alguém que se fascine pela leitura, que converse sobre os casos que não conseguir diagnosticar da série Dr. House, alguém que brinde a terceira tequila comigo em um bar qualquer cantando “nem foi tempo perdido, somos tão jovens”. 

Eu não preciso de um homem perfeito. Eu preciso do homem que eu escolhi. A vida é feita de escolhas e elas servem pra que a cada cara errado que se conheça, se possa enfim identificar o cara certo. Todos temos uma história pregressa de amores mal resolvidos e atitudes e palavras das quais não admitimos, mas nos arrependemos. É a vida. E a ironia é que me arrependo justamente de ter admitido gostar desse seu jeito e calado de ser. 

A emoção em raras às vezes sabe quando a razão precisa desistir.