A Lunática

Minha foto
Belém, Pará, Brazil
Nutricionista. Canta por aí. Escreve sobre o que vë, ouve e imagina. Ela é aquariana, rapaz uma eterna colecionadoras de momentos e de pessoas. Inconstante e com uma personalidade gigante assim como o mar. A diferença é que ela vai, mas não volta.

domingo, 25 de setembro de 2016

Seja Egoísta


Vou contar um segredo: As pessoas egoístas são mais felizes. Calma, eu explico, não falo daquele egoísmo de conseguir felicidade e realização pessoal fazendo o próximo de escada. Há várias definições de egoísmo, sério, só jogar no google, dessa forma há entre estas a que diz que o egoísta é quem coloca seu amor próprio em primeiro lugar. Certo. É dessa definição que parte a minha teoria de felicidade. A prática constante de atender e executar a vontade sem se importar com o que o vizinho, o colega, o amigo ou até mesmo o desconhecido vão pensar, julgar, comentar.  O mundo não é uma competição de quem tem a vida perfeita, mas o ser humano ainda se considera um ser divino com o poder de julgamento e sob esses olhares você vai errar, vai tropeçar, vai fazer escolhas erradas, vai tomar decisões que não agradarão a todos, vai perder amizades e amores, algumas vezes terá culpa, outras não. Vai se arrepender, embora diga que não. E como você enfrentará tudo isso?

Sendo egoísta pra aceitar e conviver com seus erros, seus tropeços, suas escolhas e suas decisões. Sendo egoísta pra entender que pessoas entram e saem da nossa vida e os amores precisam partir pra outras possibilidades de amor chegar. Então abra os olhos, há mais ao redor do que você consegue enxergar com essa visão limitada de quem precisa corresponder as expectativas alheias. Expectativas de pessoas pequenas só irão diminuir você. Portanto, seja egoísta, depois de grandes e turbulentas decepções você se sentirá sozinho, acredite, eu sei bem. Mas já te contaram que na solidão há lucidez? Há momentos que serão necessários viver um pouco de solidão mesmo.  Para os de mente fechada, solidão pode ser sinônimo de rejeição ou um imenso vazio. Para os de mente aberta, solidão significa o momento vivenciado com nosso próprio eu pela busca de um sentido existencial para a vida.  É na solidão que você descobrirá que a felicidade está além do que podemos tocar e a paz de espírito só poderá ser encontrada dentro de você. No entanto, para vivenciar essas descobertas você precisará desenvolver o equilíbrio entre o corpo, a mente e a alma. A harmonia dessa tríade permite o conhecimento interior e a sensação do que chamo de positividade. Você já conheceu alguém rico em energia positiva? São pessoas completas de luz. 

Essas pessoas guiam, iluminam, aquecem, acrescentam, somam, fazem o bem, você se sente em casa apenas por estar perto. Elas te impulsionam, curam e vivem o egoísmo como uma forma de se observarem e assim serem melhores para o outro. Nunca perca essas pessoas. Se mantenha ao lado delas e seja também egoísta o suficiente pra dedicar um tempo a você, pois é somente quando estiver sozinho que conseguirá entender o verdadeiro significado de liberdade, o processo para este fim é lento e demorado, mas você chega lá. Amadureça sua mente pra deixar que outros conhecimentos sejam absorvidos. Seja autentica. Mas parta do ponto que autenticidade é desprender-se da ideia de que ser ou estar sozinho é abandono e vergonhoso. Use sua mente pra aprender a curtir sua própria companhia, em qualquer lugar, sob qualquer olhares, alimente seus sentidos com o que você gosta seja ouvindo música, lendo aquele livro do escritor favorito, compondo, escrevendo, fazendo atividades físicas ou estudando. Você quem escolhe as práticas necessárias para desenvolver o equilíbrio da sua própria tríade. 

Quando aprendi ser egoísta encontrei equilíbrio estando sozinha seja em casa fazendo meus próprios mapas mentais aceitando tudo o que chega, se vai ou que ainda nem aconteceu; Seja sozinha em um bar ouvindo a banda dos meus amigos que sempre tocam minha música favorita que implora por um daqueles solos de guitarra bem longos quem realinham a alma. Quando me tornei egoísta aprendi a silenciar pra me ouvir mais. Aprendi a ser paciente e deixar as coisas acontecerem confiando na vida. Aprendi que o amor é o que sou e o que posso transmitir. Aprendi que oração não é só um texto batido e sim uma conversa sincera do meu coação com Deus. Quando aprendi a ser egoísta entendi que a opinião alheia só me importa se for pra lembrar quem eu sou. E me conhecendo poderei julgar se estou ou não desviando do meu caminho.  Quando aprendi ser egoísta tive a certeza que pra conseguir seguir em frente é necessário deixar livre o que ficou pra trás. A solidão não é inimiga. Você precisa de um pouco de solidão e egoísmo - amor próprio - pra se descobrir. Pra se encontrar. Pra se amar mais. Pra viver mais. Sentir mais. Você só precisa estar disposto a abrir sua mente. 



Nenhum comentário:

Postar um comentário

O Blog Jeito Lunático agradece seu comentário!