A Lunática

Minha foto
Belém, Pará, Brazil
Nutricionista. Canta por aí. Escreve sobre o que vë, ouve e imagina. Ela é aquariana, rapaz uma eterna colecionadoras de momentos e de pessoas. Inconstante e com uma personalidade gigante assim como o mar. A diferença é que ela vai, mas não volta.

domingo, 20 de janeiro de 2013

Desapareci


Quando houve reencontro eu acreditei que você não esqueceria meu nome.
Eu, menina de Aquário tão expressiva e livre, mal consegui encará-lo. Não sei mentir. Não sei fingir. Não sei esconder mágoas. Não sei me esconder. De tanto querer me fazer presente, de tanto não querer perder o contato, fui me acostumando com as ligações, as conversas e os conselhos. De repente, no momento mais importante e feliz da sua vida, você me privou de poder compartilhar da sua felicidade. Não soube o que dizer. E ainda não sei. Não era necessário preparações, não era necessário nada disso. Não quando se pode contar com um sorriso de uma amizade verdadeira. A omissão doeu. Os esquivamentos e o silêncio mancharam certas coisas. E eu desde então só quis distância. Não por não entender sua nova vida ou nova fase, mas por não entender você e sua decisão de não me contar. A distância pra mim é o suficiente pra não ouvir nada. Não quero ser fria, mas isso é a única coisa que conseguirei ser. Me desculpe, é muito cedo pra atender qualquer telefonema seu solicitando uma conversa tarde demais.