A Lunática

Minha foto
Belém, Pará, Brazil
Nutricionista. Canta por aí. Escreve sobre o que vë, ouve e imagina. Ela é aquariana, rapaz uma eterna colecionadoras de momentos e de pessoas. Inconstante e com uma personalidade gigante assim como o mar. A diferença é que ela vai, mas não volta.

domingo, 15 de junho de 2014

Sete Vidas

"Viver parece mesmo coisa de insistente 
A postura combativa ainda tô aqui viva 
Um pouco mais triste, mas muito mais forte 
Agora que eu voltei quero ver me aguentar"


- Conte até três e perca os sentidos pra finalmente conseguir viver em paz.

Um dia você vai virar a esquina e rever seu futuro parado olhando para os dois lados tentando atravessar a rua. Um dia você pode reconhecer que talvez ter voltado foi a melhor escolha que poderia ter feito. Você pode dizer a ele que simplesmente não conseguiu visualizar um futuro de flores na janela e cachorros fofos à espera no portão. Que os sonhos com os jardins, pássaros e céu azul ficaram apenas na cama enquanto você dormia. Ou pode apenas  girar os  pés, pedir desculpas e ir embora. Faça. Siga em frente. Não é uma cena. Apenas uma maldita corrida contra o tempo disputada por quem se despede primeiro. Não se importe, pessoas há todos os minutos são facilmentes decepcionadas, pode não doer agora, se acontecer, peça um tempo e mande esperar só um pouco, só um pouco. Não se pergunte. Não se questione. Há muitos seres humanos e tantas felicidades esperando o grande encontro com alegria do próprio reflexo em outro alguém.  Não pare, nunca houve promessas e nem pedidos, lave a consciência, esqueça a chuva, a noite, o choro, o medo, respire e encha os pulmões de vida e luz solar. Seja inconsequente, intolerante, junte os defeitos e não se explique, pessoas as quais nos importamos em dar explicações nunca se importam, quando não são educadas demais pra não ouvir e desculpar são ocupadas demais pra fingir interesse em nosso comportamento humano. O coração não dói. O sangue que corre nas veias causa uma sensação gélida. As vezes parece perfeito.

- Sente o sol sobre as pálpebras? O dia vem nascendo.
- Há algo incomum entre nós: Ambos, o dia e eu estamos apenas começando! Dessa vez, quero os lugares com paisagem reais, por ora, nada de sonhos e fantasias. O mundo real tem seu preço e é melhor sair e comprar do que aguardar sentado dentro de um quarto escuro com tatuagens de memórias eternas. Aprendi que quando o verão acaba o outono fica logo à frente e é nessa estação que tudo aquilo que cai sem vida  o vento se encarrega de levar.