A Lunática

Minha foto
Belém, Pará, Brazil
Nutricionista. Canta por aí. Escreve sobre o que vë, ouve e imagina. Ela é aquariana, rapaz uma eterna colecionadoras de momentos e de pessoas. Inconstante e com uma personalidade gigante assim como o mar. A diferença é que ela vai, mas não volta.

sábado, 12 de março de 2016

Sem Sinal


O telefone toca, minha primeira reação é não atender, pareço estar tão decidida ainda que meus olhos inchados acusem o contrário. Sinto falta, sinto raiva, sinto o fim. Sinto todo sentimento estilhaçado no chão e dói pra valer. Não há como colar, remendos não curam decepção, é ferimento exposto que deve cicatrizar e isso exige tempo. O tempo que você usa pra fazer o que faz de melhor: Me convencer com promessas vazias de que embora machucada ainda posso sorrir ao seu lado, que posso continuar enquanto você me causa pequenos cortes profundos. Eu não percebo, não até você ir embora e desaparecer por dias seguidos. Invento desculpas pra ficar, aceitos os fatos pra partir. E repito “vai passar, vai passar". 

Me esforço pra segurar a vontade de ouvir o que você tem a dizer nesse telefone que continua chamando, é doentio aceitar uma volta quando sei o que sua ausência me faz. Foi em dias contados que entendi a diferença do teu antes e depois. Insistência fabricada e desinteresse perfeito. Saudade dita e posteriormente cobrada. Ligações intermináveis e um silêncio infernal do outro lado. Tirei da minha vida um espaço que relutante dei a você. Desacreditei do meu desapego, desfiz a parede de vidro e permitir que você entrasse. E o que você me deu em troca? A mudança que muda aceitei. Então pegue. É seu. Esse sentimento espatifado por todo lado pertence a você. O que você fará com esses fragmentos não é problema meu. Cada vez que eu sentir o pulsar do meu sangue sob essas cicatrizes eu vou lembrar de como você me transformou em cacos perdidos e confusos e de como nunca se importou ou sentiu remorso ao fazer isso.

"O primeiro passo para você seguir em frente é libertar o que está preso em sua mente"



Nenhum comentário:

Postar um comentário

O Blog Jeito Lunático agradece seu comentário!