A Lunática

Minha foto
Belém, Pará, Brazil
Nutricionista. Canta por aí. Escreve sobre o que vë, ouve e imagina. Ela é aquariana, rapaz uma eterna colecionadoras de momentos e de pessoas. Inconstante e com uma personalidade gigante assim como o mar. A diferença é que ela vai, mas não volta.

sexta-feira, 19 de setembro de 2014

Reviravolta




Se ele acordou um belo dia decidido a reaver passado dele, mesmo sabendo que não haveria mais espaço pra você, pode chegar mais garota, seja bem vinda ao clube. Nós mulheres temos a estranha mania de nos doar além de nossas forças, por isso não é muito fácil entender uma decisão dessas do cara que tinha como lema te fazer um pouco mais feliz. Se é contraditório? Sim! Seus pensamentos estão corretos! Mesmo que você tente a todo o custo se convencer o quanto é natural essa situação, você não consegue. Não se preocupe, é totalmente compreensível. É bem difícil entender como um ser humano pode querer de volta algo que fracassou. Que desistiu. Que até então havia superado.


Engraçado e bem irônico é abraçar a saudade enquanto a saudade dele abraça outro alguém.

Então, desce as lágrimas e logo chegam os pensamentos focando no bom que estamos perdendo. Mas será que era bom? Digo, mesmo, mesmo? É, garota, seja esperta, se choramos mais do que rimos, não me parece uma história digna de boas lembranças. Porque aquelas suas lágrimas todas as noites antes de dormir contam sim e sei que não foram poucas. Certo? É preciso ter muita energia pra gastar com isso. Não vale pintar o rosto e ir pra balada fazendo de conta que se está bem. Isso é atitude de mulher desesperada. Precisamos deixar ele seguir o caminho dele e não procurar saber nada a respeito, pois vai fazer mal, acredite. Se tiver alguma fórmula pra enfrentar isso, com certeza deve ter muito amor próprio. Não dá pra ficar valorizando quem priorizou algo que te excluiu. Só pra reforçar: Que seja eterno enquanto dure, mas que dure enquanto for recíproco. Somos tão felizes quanto acreditamos ser!