A Lunática

Minha foto
Belém, Pará, Brazil
Nutricionista. Canta por aí. Escreve sobre o que vë, ouve e imagina. Ela é aquariana, rapaz uma eterna colecionadoras de momentos e de pessoas. Inconstante e com uma personalidade gigante assim como o mar. A diferença é que ela vai, mas não volta.

domingo, 7 de junho de 2015

Desculpa Não Ser Ela

Não precisa deixar tudo pelo meu amor.

Insisti em acompanhá-lo quando você me puxou da roda de amigas. Me deixei cair na sua conversa mole de bom moço. Quis te esquecer, mas as músicas daquela banda que você me ensinou a gostar tocavam por toda parte e em todos os lados eu via você. Lembra da camisa do seu time do coração? Sua cara em choque quando me viu vestida foi o primeiro sinal de que você sempre buscou alguém que já havia estado ali. E eu só queria ter mais coisas que me ligassem a você. Em simples gestos como as ligações não respondidas eu imaginei você com outra, mas jamais imaginei que essa outra tivesse ido embora há tanto tempo deixando você pela metade, a metade que você insistia em me dar com seus abraços distantes, seus beijos sem corpo e toques sem alma. 
Não se preocupe, não me senti enganada, seu engano foi tristemente maior, eu podia ver sua ilusão na mão aberta que você nunca fechou como se esperasse ela voltar enquanto minhas mãos esperavam por você. Vai ver que você nem se deu conta do sentimento que criei com o tempo me agarrando a sensações que não existiam e em momentos que só eu guardei como o cheiro do seu perfume que me causava espirros a noite inteira, você surgia impregnado por aquele cheiro em todos os caminhos, então entendi que aquele era o aroma que ela gostava e você se apegava a ideia de que se talvez ela sentisse reconheceria você em qualquer lugar. 
Isso não me magoou. O que me machucou mesmo foi a ironia de ler toda aquela lista de desculpas quando eu já havia descoberto e lido todos os sem-números de textos e textos que escreveu pra ela e percebido que você nunca escreveu um bilhete no dia seguinte.  Eu quis te esquecer desesperadamente. Lutei contra a vontade de te querer e de te procurar depois daquela carta [VOCÊ NÃO É ELA]. Doeu cada frase, cada desculpa, doeu saber que apesar do meu esforço pra ser o melhor pra você nada foi suficiente. No entanto agora é minha vez de escrever e pedir desculpas. Desculpa por ter atravessado sua história, por ter insistido em curar sua separação, por querer cuidar de você, por ter amado você. 
Desculpa por não ser ela.