A Lunática

Minha foto
Belém, Pará, Brazil
Nutricionista. Canta por aí. Escreve sobre o que vë, ouve e imagina. Ela é aquariana, rapaz uma eterna colecionadoras de momentos e de pessoas. Inconstante e com uma personalidade gigante assim como o mar. A diferença é que ela vai, mas não volta.

terça-feira, 7 de junho de 2011

Até Quando Esperar?


Espero dia-a-dia o momento de te encontrar.
Espero-te nos meus sonhos pequenos, nas minhas emoções maiores. 
No silêncio que no meio da tarde ocupa meu coração, um silêncio pesado, carregado de solidão. 
Espero-te não sei onde, onde eu possa te encontrar. 
Amo-te e não te espero, porque me dói te esperar. 
Posso ter você? Não posso... Por que não posso te procurar? 
Porque nas minhas noites de menina o vento vem me encontrar, porque nas minhas tardes de adulto posso chegar a te esquecer. 
Porque te amo com inocência... 
Porque te odeio sem piedade... 
Porque tudo pode se esquecer... 
Meu pensamento pode até esquecer, mas meu sangue não...
Eu não te procurei, você me encontrou. 
Agora eu te espero e você não vem me encontrar...

(Recitado pelo personagem Thomás na Novela Peróla Negra)